Saiba como eliminar traças e evitar infestações em casa



Geral

Publicação: 29/09/2020

As traças são um dos tipos mais comuns de pragas domésticas. Em lares urbanos, não é difícil se deparar com pequenas larvas dentro de casulos achatados, que ficam grudados em armários e paredes. Essa é a fase jovem dos insetos, que infestam roupas e alimentos, e depois se tornam mariposas voadoras.

Segundo o vice-presidente executivo da Aprag (Associação dos Controladores de Vetores e Pragas Urbanas), Sérgio Bocalini, existem três tipos de traças: de roupas, de alimentos e de livros. O biólogo e mestre em saúde pública explica que os dois primeiros grupos são as que viram mariposas – da ordem dos lepidópteros.

No caso das traças de livros, popularmente conhecidas como torpedinho prateado, é possível encontrar um inseto de cor prateado entre as páginas ou em locais que tenham papel ou papelão acumulado. Esses, por sua vez, são bichos sem asas – que pertencem ao grupo dos tisanuros.

 

 

Na fase larval, a traça (Tinea pellionella) pode gerar prejuízo material a roupas, alimentos e livros (Foto: JMK/Wikimedia Commons)

 

 

“Normalmente, as traças se alimentam de amido ou de materiais que contenham quitina, como a escamação de pele, fios de pelos e cabelos”, diz Bocalini. Assim, em casa, podem consumir diferentes tipos de papel, roupas, cortinas e lençóis, além de alimentos com o composto. Esses insetos são mais ativos nos períodos mais quentes do ano, quando é preciso intensificar os cuidados.

Segundo o biólogo, não existem relatos que associem esses insetos a riscos com a saúde, como a transmissão de doenças. No entanto, eles podem causar, na fase jovem, um prejuízo econômico, em função da perda de alimentos, de tecidos e de livros danificados.

O mestre em saúde pública afirma que as traças normalmente chegam em um ambiente de forma passiva, por meio de algum material contaminado, e inicia-se um processo de infestação a partir desse acesso. “A melhor forma de evitar a presença dos insetos é eliminar materiais como caixas, papelão e sacos de papéis inutilizados”, conta.

 

 

 

O capim-limão e o cravo-da-índia tem efeito repelente contra traças, segundo o biólogo Sérgio Bocalini (Foto: Karolina Grabowska/Pexels | Public Domain Pictures/Pexels)

 

Outra dica do profissional é realizar uma boa aspiração nos locais em que visualizamos a presença das traças para, assim, eliminar também os ovos que dariam início a um novo processo de infestação. “A melhor forma de evitar a infestação desses insetos é realizando aspirações frequentes nos locais em que eles se encontram e, principalmente, nas quinas de móveis em geral e frestas de pisos de madeira.”

Também vale considerar o descarte de itens danificados, para evitar futuras infestações, principalmente os alimentos. No caso das roupas, a recomendação é não guardar as peças usadas de volta no guarda-roupa. Lave-as e coloque-as para secar ao sol, para que os ovos sejam eliminados. Já os livros devem ser retirados da estante periodicamente e, após abrir as páginas e limpar o móvel, você pode devolvê-los a seus postos.

O biólogo comenta que produtos aromáticos, como capim-limão e cravo-da-índia, produzem um efeito repelente, “mas é muito paliativo”. Por isso, a recomendação é recorrer ao aspirador de pó e, em caso de grandes infestações, contratar uma empresa controladora de vetores e pragas devidamente licenciada.

 FONTE:  Portal Sete